Total de visualizações de página

22 novembro 2011

Detestável


Aqui no ócio… repenso o que fiz. Que calamidade, não? Uma traição inaceitável, talvez.
Sinto como se fosse simplesmente… Detestável.
Gostaria bastante de dizer que sinto muito. Mas não se pede desculpas quando o ato permanece em segredo.
Por fora sou isso que vê. Por dentro sinto um demônio. A mesquinhez que tanto criticava.
Tomou conta dessa pessoa que está aqui naquele momento de traição. Ainda que não saiba.
Foi como um despejar de palavras impensadas. Mas talvez tenha pensado.
Talvez, não admito nada. Porque não sei de nada. Do que se passa nessa mente.
Tão própria minha, mente. Mente. Omite. Chora.
Arrependimento há. Mas de que vale o arrependimento depois da traição?
Agora incomoda. A vozinha que sussurra como tortura. Acusa de morte.
E ainda alimento esperanças, ainda alimento sonhos. Impróprios.
Ah se eu pudesse… cortar fora a língua que te traiu.
Dos muitos atos que cometi, as palavras de denuncia foram às piores.
Ah, mas você não perdoaria. Não.
E agora o que eu faço?
Aqui no ócio… repenso o que fiz.

2 comentários:

  1. Que triste Twin!! Tá acontecendo alguma coisa?? Se estiver sabe que to aqui né!

    Tem texto novo no Little Diamonds e citei você ;D

    http://diamondsforlittlethings.blogspot.com/

    Te amo muito! :3 quero te ver logo!

    ResponderExcluir
  2. Oi , começaram as votações do concurso MISS BLOG 2011 , antes de mais nada quero desejar boa sorte e ja pode votar no seu preferido e pedir votos
    http://perfeitinha-blog.blogspot.com/

    ResponderExcluir