Total de visualizações de página

03 setembro 2011

Confinada

Assim, como ninguém. O nada. O caos. Pra sempre... eu sou a tristeza que você se recusa a abandonar
Como doem as idas e vindas,
As reviravoltas que a vida vai dando
Ao meu redor(são momentos)
E logo meus olhos se tomam por um breu profundo(o silêncio cálido, o ruído o mais completo nada)
Porque é assim que a vida prega peças(as batidas descompassadas do meu coração)
É assim que eu me crio(nas coisas em vão)
Na negação desses desejos(oblíquos e dissimulados)
A vida das indiferenças(estas tão pacíficas)
E é assim que tem que ser.(até um fim incerto)


É essa a essência do ser humano?
A expectativa é maior do que o momento.

5 comentários:

  1. "A espectativa é maior do que o momento." - olha Mari, você disse tudo em apenas uma frase. às vezes, esperamos tanto por algo e esse "algo" acaba se tornando nossa maior frustração num futuro próximo; exatamente por criarmos tanta expectativa.
    adorei o poema, Mari!
    beijo!

    http://pontadeimpacto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. O que podemos esperar das "As reviravoltas que a vida vai dando"? Surpresas... Nem sempre boas, o que é pior. A incerteza sempre estará caminhando conosco.
    Como sempre, você escreve muito bem.
    BJ!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  3. TE DESEJO UM FINAL DE SEMANA ABENÇOADO, BJS.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mari :) A vida tem esses momentos de altos e baixos. Temos que estar cientes disso para superar esses obstáculos.
    Com o tempo, tudo se arranja. Mas, como vc deixou claro no texto, temos que saber "dosar" a expectativa.

    Bjs ;)

    ResponderExcluir
  5. Ooi Marii! To passando aqui pra dizer que eu aamei seus textos, já li todos! Acho que eu gostei porque são fáceis de se identificar com eles... shauhsaiuhsiua
    Por favor, não pare de escrever!! ^.^
    Sarah Emanuelle.

    ResponderExcluir