Total de visualizações de página

27 fevereiro 2012

Nossas garras



Afie suas garras, sua língua, seu pudor.
Rasgue-me, rasgue-me, rasgue-me.
Retalhe-me com suas palavras hostis.
Essa imagem que forma de mim,
Que me transforma em algo fútil
E inútil.

Retalhe-me, retalhe-me, retalhe-me.
Até as entranhas se for preciso.
Mas me destrua até o fim.
Pise nesse coração insólito
E bêbado que você ajudou a formar.
E não deixe sobrar piedade.

Use-me, use-me, use-me
Aponte o meu corpo caído e ria.
Humilhe como se fosse praga.
E esconda o segredo que há entre nós.
Sadicamente planejado.
Faça de mim seu prato quente.
E ascenda para a vitória descomunal.
De suas palavras cruéis e seus atos sóbrios.

Até o ponto final do orgulho.
Até que não sobre mais nada.
Mas não deixe que nesse dia desavisado.
Eu me levante e me jogue sobre você.
Pois as garras que se escondem em ti.
São as mesmas garras.
Que vivem em mim

5 comentários:

  1. O_O não sei o que comentar, sinceramente. É um misto de terror, tristeza e um tantinho de ódio.
    Superou todos os outros poemas. '-' I'm speechless, sério!
    Parabéns Twin! Cada vez melhor!!!

    ResponderExcluir
  2. Heey Mari =D
    Ui, senti uma pitada de suspense aí! Adorei *-*
    Um pouco de susto em todo mundo que lê haha
    Beijo
    http://ins--piracoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Mary, tudo bom?
    Sabe esse seu poema me fez lembrar de um lance que tivbe no passado na época de rolês...foi algo que emocionalmente me deixou bem numa situação tensa.
    Por aqui está indo pra variar...muito trabalho e muito caor =D.
    Ah sim..Emma Frost tem que estar na lista de Super Loiras. Ela quase ficou no pódio porém o psicopata Johan ocupou porque a habilidade de persuasão dele é surreal e bem real. E ele nunca perde o controle.
    Ah vc também curte o Mello? Ele é um dos meusp ersonagens favoritos! *.*
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mari :) Eu percebi uma mistura de amor e ódio aí. E não faltou suspense, como o pessoal acima citou.
    As ultimas linhas foram reveladoras no texto, pq diz:

    "Mas não deixe que nesse dia desavisado.
    Eu me levante e me jogue sobre você.
    Pois as garras que se escondem em ti.
    São as mesmas garras.
    Que vivem em mim"

    Esse texto foi excepcional. :D

    Bjs ;)

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Gostei muito do seu blog e o estou seguindo. Se possível, dê uma passadinha no meu e se gostar o siga, por favor!
    http://www.esmaltadamente.com,
    http://www.facebook.com/esmaltadamente
    Beijos e até mais! =*

    ResponderExcluir